Pode isso Arnaldo?

Dicas de Arnaldo Brasil, advogado trabalhista da Fass, para que sua empresa não cometa um pênalti durante a Copa do Mundo.

A nossa principal orientação é definir as regras do jogo com os empregados por escrito afinal, o (bem) combinado, não sai caro.

  1. A empresa é obrigada a liberar os empregados nos dias de jogos do Brasil?

    R: Não, a decisão de liberar os empregados é da empresa.

  2. E se o empregado faltar para assistir a um jogo mesmo sem a liberação da empresa?

    R: A empresa poderá advertir o empregado OU descontar o dia de trabalho, por se tratar de falta injustificada.

  3. E se o empregado assistir a um jogo durante o expediente, sem autorização da empresa?

    R: A empresa deve advertir ou suspender, e não é recomendável a demissão por justa causa.

  4. A empresa pode exigir a compensação das horas durante as quais os empregados assistiam os jogos?

    R: Sim. Para as empresas que não têm banco de horas instituído, a compensação deve acontecer no mesmo mês.

  5. E se a empresa disponibilizar televisões para que os empregados assistam aos jogos dentro da empresa, essas horas também podem ser compensadas?

    R: Sim, da mesma forma. Para as empresas que não têm banco de horas instituído, a compensação deve acontecer no mesmo mês.

  6. E se a empresa liberar os empregados para assistirem ao jogo fora da empresa para retornar depois do jogo, mas o empregado ingerir bebida alcoólica durante o jogo?

    R: A empresa pode advertir, suspender, e até demitir por justa causa, dependendo do grau alcoólico do empregado, das atividades desempenhadas por ele, e das atividades da empresa.

  7. E se a empresa disponibilizar televisões para que os empregados assistam aos jogos dentro da empresa, pode haver bebida alcoólica?

    R: Não, o consumo de bebida alcoólica no ambiente de trabalho não é adequado, especialmente para os empregados que continuarão a trabalhar após o jogo.

  8. Se após o jogo a empresa retomar as suas atividades e os empregados se desentenderem por motivos “futebolísticos”, o que fazer?

    R: A empresa pode advertir ou suspender, e até demitir por justa causa, dependendo da gravidade do desentendimento.

Caso tenha alguma dúvida que não foi contemplada aqui, envie para [email protected].